Abcesso na boca, genviva e nos dentes.

garota rangendo os dentes
Cuidados com o bruxismo
setembro 21, 2018
Show all
dentes

Considerada uma das piores dores que o ser humano pode sentir, um abscesso pode se apresentar como uma infecção na face, na mandíbula, garganta ou boca.

abcesso dentário

Eles se formam quando as bactérias se instalam na polpa dentária, a parte interna e macia do dente que contém vasos sanguíneos, nervos e tecidos. Em seguida vão para a raiz, formando a infecção bacteriana, causando inchaço e pus.
As causas mais comuns de abscessos nos dentes são as cáries em estágio avançado, lesões como dentes quebrados ou lascados e doenças como a gengivite.
Seguem alguns sintomas que indicam a necessidade de tratamento:
• Dor contínua de dente
• Amargor na boca
• Respiração acelerada
• Dificuldade e dor quando está mastigando, principalmente quando faz a pressão na mordida
• Dentes sensíveis quanto ao frio e ao calor
• Gengivas muito vermelhas e/ou com inchaço
• Pontos de inchaço e dolorido na região do pescoço e da mandíbula
• Frequentes dores de cabeça
A boa notícia é que esse mal tem cura em praticamente todos os casos, bastando somente identificar a natureza do problema para que seja iniciado o tratamento. Seguem os exemplos mais comuns:

• Tratamento emergencial (normalmente para cavidades e dentes fraturados): medidas de pronto atendimento incluem drenar o abscesso para interromper o desenvolvimento da infecção, preservando sempre que possível o dente.

• Antibióticos: responsáveis por exterminar o germes que causam a infecção na gengiva, os antibióticos auxiliam o corpo a reparar o dente e o osso. Normalmente são eficazes no controle do abscesso e a maioria dos sintomas será aliviada dentro de dois dias. O tratamento para o abscesso com antibiótico tem duração média de cinco dias.

abcesso na gengiva

• Enxágues usando água quente salgada: essa prática ajuda a limpar a boca e estimula a drenagem de substâncias impuras, até que se possa procurar auxilio profissional adequado. Pode ser indicado também durante o tratamento para a cicatrização.

• Analgésicos de venda liberada: remédios que contenham substâncias como o ibuprofeno, aliviam o desconforto durante a cicatrização. Vale lembrar que esse tipo de solução só ajuda a aliviar a dor e não promove a cura da causa.

• Tratamento radicular: através da drenagem do abscesso e da remoção da parte infectada da polpa, a câmara do dente e os canais radiculares são preenchidos e depois tapados.

• Retirada do dente infectado: para o caso onde o dente não pode ser restaurado através do tratamento do canal. O dente será removido e o abscesso drenado, eliminando a infecção. O acompanhamento será realizado através da remoção por raspagem de todos os tecidos moles infectados na ponta do dente. A retirada do dente e a limpeza da área, permitirão que a ferida cicatrize.

• Procedimento cirúrgico: nessa situação extrema onde o abscesso se espalhou por toda a base óssea da boca ou para o pescoço e precisa, após a cirurgia, ser drenado. Outro caso comum é quando, por conta de tratamento mal realizado, um abscesso que não curou completamente fique maior.

• Internação hospitalar: complicações derivadas de infecções avançadas no dente ou na mandíbula bem como infecções secundárias, que com o tempo se agravam.

 

Fontes:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3858730/ – Dental abscess: A microbiological review

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3623375/ – Microbiology and Treatment of Acute Apical Abscesses

https://www.webmd.com/oral-health/guide/abscessed-tooth – Abscessed Tooth — Symptoms, Causes, Treatment

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *