Betim é referência gastronômica

Betim possui aproximadamente quatrocentos e trinta mil habitantes, é um município localizado no estado de Minas Gerais. No Século XVIII o Brasil ainda fazia parte da colônia de Portugal, e a região conhecida hoje em dia como Betim, era uma rota quase que diária dos bandeirantes que passavam de Pitangui a São Paulo.

Nessa época era bem comum que essas rotas e trajetos atravessados por bandeirantes, tornavam-se vilas ou até grandes cidades, pois os andarilhos tinham que descansar, planejar e se alimentar em algum lugar.


E foi assim que a cidade de Betim surgiu, um local onde era passagem e pousada de milhares de tropeiros. Já na década de quarenta, Betim iniciou-se como grande centro industrial entre os estados de São Paulo e Minas Gerais.

Algumas indústrias ligadas à constituição do Parque Siderúrgico Nacional foram se instalando na cidade: A Cerâmica Saffran em 1942, a Ikera em 1945 e a Cerâmica Minas Gerais em 1947. Assim que Betim foi considerada um polo industrial perto de 1950, destinaram-se a ela algumas outras funções econômicas.

Como por exemplo a representação siderúrgica como base da industrialização e a produção alimentícia para abastecer o local de trabalho. A cidade de Betim cada dia mais se torna referência gastronômica no Brasil e principalmente no Estado de Minas Gerais.


Uma área localizada na parte externa do Monte Carmo Shopping é conhecida hoje em dia como “Rua de Minas” e se tornou famosa por promover o entretenimento e a diversão de toda a população de Betim. A rua possui seis opções com comida e bebida dos mais variáveis tipos e da mais alta qualidade.

Obviamente a mais clássica e famosa opção é a tradicional comida mineira, mas nessa rua gastronômica de Betim pode-se encontrar também boas opções de comida mexicana, pratos contemporâneos, carnes nobres, pizzas e comida japonesa.


O local é muito bonito e moderno, uma mistura de muito verde e uma moderna arquitetura completam a paisagem do lugar. Ótimo local para levar toda a família e passar um belo dia de final de semana. Como em praticamente todos os shoppings centers, as lojas funcionam até certo horário, mas os bares e restaurantes ficam abertos até mais tarde para facilitar a visita dos clientes.

Existe um projeto ainda em estudo que planeja mudar a logística e o funcionamento da “Rua de Minas”. Planeja-se interromper e interditar o trânsito de toda a via a partir das 8h da manhã, visando um maior conforto e comodidade para skatistas, ciclistas e patinadores de todas as idades se exercitarem e se divertirem nas ruas. Cada domingo os organizadores pretendem criar uma programação diferente e especial para entreter o público presente.


Em um desses domingos por exemplo, já estão confirmadas algumas atrações musicais, aulas de Zumba, escorregador inflável, cama elástica e a presença confirmada de Princesas e Heróis para entreter a criançada.

Alguns serviços de saúde para auxiliar as pessoas que não tem oportunidade de se cuidar em clinicas particulares estarão disponíveis também, como por exemplo, aferição de pressão arterial, frequência cardíaca e até rodas de conversa e discussão sobre Febre Amarela.